© 2019 SANELKIT. Todos os direitos reservados.

Buscar
  • SanelKit

Componentes de um kit

Atualizado: Jan 9


Motor

Há várias potências e rotações disponíveis para usos diversos. Mediante a escolha que achar melhor poderá optar por adquirir apenas o motor e montá-lo na sua roda original ou adquirir novo aro para aplicação do motor. Os sistemas mais económico vêm com motor já instalado num aro universal que facilita a montagem. A vantagem da última opção é que fica com a sua roda original pronta para instalar a qualquer altura que lhe apeteça circular com a sua bicicleta sem o kit elétrico, retirando a roda motorizada e colocando a de origem. A colocação do motor na roda original nem sempre é possível pois o aro tem que ter 36 furos. No caso de não dispor dessa furação pode sempre escolher um aro igual ao que já possui a sua bicicleta, mas com 36 furos, aplicando-se o motor no respetivo e ficando assim a roda igual á original. A SanelKit dispõe ainda de um serviço de personalização de autocolantes para que a sua roda motorizada fique igual à de origem ou se optar poderá personalizar outros autocolantes a seu gosto para aplicar em ambas as rodas.



Controlador

Este componente é o que realiza a gestão da potência e velocidade do motor mediante as informações que são dadas pelos sensores, display e acelerador. Dependendo do tipo de display aplicado os controladores poderão ser diferentes.



Display

Há vários tipos de display. Os mais simples são de leds e apenas dão informação da carga de bateria, efetuam a mudança dos níveis de assistência e permitem ainda ligar as luzes exteriores se existentes. Os displays LCD permitem ter todas as funções de um comum ciclo-computador mais as informações do sistema elétrico. Há diversos modelos com funções avançadas e dígitos de grande dimensão da qual se adaptam a todos os gostos.

Há também sistemas que não necessitam de display para funcionar.



Sensores

Um sistema deste tipo pode utilizar vários tipos de sensores sendo que não são imprescindíveis para o seu funcionamento mas servem como segurança, cumprimento de normas legais e informação. São disso exemplo o sensor PAS (Pedal Assisted System) necessário para cumprir a diretiva comunitária e que serve para informar o controlador da cadência do movimento pedaleiro de forma a este fornecer a potência respetiva ao motor. Os sensores dos travões informam o controlador para este interromper a alimentação do motor quando são atuados e o sensor de velocidade serve apenas para que o display possa calcular os Km e indicar a velocidade não tendo qualquer interferência na gestão do equipamento. Os nossos motores de ultima geração já possuem sensor de velocidade interno não sendo necessário aplicar o sensor de velocidade na roda.

Se utilizar apenas um acelerador pode prescindir de todos estes sensores mas é sempre aconselhável a aplicação de pelo menos o sensor PAS de modo a que o equipamento funcione automaticamente quando se dá aos pedais.



Bateria

É o componente mais caro de um kit. Existem em vários formatos adaptando-se a praticamente todas as bicicletas. A sua qualidade e capacidade vão ser cruciais para que a mesma dure o mais tempo possível daí que a sua escolha seja uma das mais importantes na hora de comprar.



Periféricos

Fazem parte deste grupo os componentes que complementam o kit tais como botões para diversas funções, luzes e os vários tipos de aceleradores entre outros componentes que se podem adicionar.



Na Sanelkit encontra todos os componentes para venda em separado de forma a poder escolher a seu gosto a montagem que quer fazer ou o “upgrade” que pretende realizar no equipamento que já possui.

4 visualizações
0
SanelKit